Desoriente

Desacidente. Orientando o acaso, se é que existe isso. Esse é um trabalho que nasce da firme intenção de não permitir que as intenções se tornem demasiado firmes, para que sobre espaço para brincar em meio à rigidez eventual das formas e dos estilos.

No fim, é só um duo – de dois. Ocidentais. Ou desorientados.

Toni Cunha