No Frontiers

A música é um reduto de resistência, onde o fazer musical mudou muito pouco ao longo dos séculos. Os músicos se reúnem, afinam seus instrumentos, se olham, alguém dá a entrada e a música começa. Fazer musica é um ato coletivo, que soma talentos, divide experiências e foi desta exata mesma maneira secular, que se deu o meu encontro com o Christian.

Pra mim é especialmente instigante descobrir o tesouro musical que cada músico trás de suas andanças, as notas no papel são inanimadas até que alguém se disponha a interpretá-las, ao Christian sou devedor e grato por ter trazido minha Fantasia à vida!

E pra falar um pouco da peça, posso dizer que foi inspirada numa fábula, onde um menino, representado pelo violão, persegue a escuta do som de um sino em uma igreja submersa pelo mar. A orquestra completa o cenário em uma atmosfera onírica, intercalando coloridos que pontuam a interação do personagem com os elementos de uma natureza enigmática.

Alexandre Guerra